Voltar ao site

Como medir resultados de um treinamento corporativo?

· Treinamento,Corporativo,Metodologias

Líderes e gestores experientes sabem da importância de treinar, capacitar e desenvolver competências em seus colaboradores. Essa é uma maneira de manter a equipe unida em direção a um propósito em comum e motivada para entregar o seu melhor.

Treinamento corporativo é essencial quando se busca sucesso em um negócio, e uma estratégia bem construída e executada é capaz de trazer resultados incríveis. Mas como ter certeza de que está dando certo? Como saber se o seu funcionário está tirando máximo proveito dos seus esforços em reciclá-lo?

Neste artigo, vamos lhe contar exatamente como medir resultados de um treinamento corporativo, de modo que se possa otimizar a estratégia diariamente. Confira.

O que são indicadores de processos (KPIs)

Vamos começar por um conceito mais amplo.

Todos os setores de uma empresa devem ser medidos e testados para garantir que estejam funcionando corretamente. Desse modo, existem os KPI, Key Process Indicators, ou indicadores de resultados-chaves.

Os KPIs são um conjunto de dados que medem numericamente os processos realizados em um negócio.

No entanto, a novidade é eles serem aplicados para medir resultados de um treinamento corporativo. A grande verdade é que são muito maleáveis, de modo que podem sim se adaptar para essa função.

Indicadores de resultados para treinamento corporativo

 

Esses indicadores de processos-chave, servem para quantificar e qualificar a tarefas realizadas pelos seus colaboradores, como taxa de conversão de clientes, tempo de chamada ao telefone e outros dados.

 

Aqui, vamos especificar os que são usados na área do treinamento.

1. Taxa de Engajamento

Essa métrica, na verdade, apresenta duas informações para o seu negócio, assim como dois cálculos diferentes. Primeiro, você deve divulgar o treinamento na empresa, e contar quantas pessoas aderiram ao programa.

Se todas compareceram, isso significa uma adesão de 100%, se a cada 4 funcionários apenas um estava no primeiro encontro, isso é 25%.

No entanto, isso não diz muita coisa. Afinal, quando o treinamento acontece no contraturno, o seu colaborador pode ter compromissos ou outros horários a cumprir, então, você parte para a segunda conta.

Quantas pessoas concluíram o treinamento? E repita o cálculo de porcentagem, dividindo o número de pessoas que concluíram pelo total de funcionários presentes no primeiro dia, multiplicando por 100.

Juntos, esses dois indicadores informam o quanto o seu funcionário está interessado em fazer parte da empresa, ou o quanto ele está engajado em melhorar os resultados do negócio.

Baixos valores podem significar que, ou ele não está interessado ou a liderança não o motiva a continuar.

2. Análise de Competências

Quando você planejou as competências que seriam abordadas no curso, sabia exatamente quais problemas a empresa estava enfrentando. Agora, depois do programa, algo mudou?

As competências foram plenamente desenvolvidas, ou continuam deficitárias?

A melhor maneira de saber se o treinamento corporativo está gerando resultados é observando o dia a dia do funcionário diretamente.

3. Teste de Aprendizado

Não. Você não vai aplicar uma prova para saber se o funcionário prestou atenção na conversa. O que deve ser feito são perguntas ao longo do treinamento, e as respostas indicam duas coisas:

  • O quanto o seu colaborador está atento;

  • O quão eficiente é a comunicação do ministrante.

Uma opção neste momento é trazer perguntas abertas para que seus colaboradores discursem sobre a aplicação prática da teoria. Outra opção é a utilização de quizzes e conteúdos gamificados que testem a retenção do conhecimento.

4. Perguntas Diretas

Outro método mais importante é perguntar ao colaborador se o treinamento está fazendo diferença no dia a dia. Se ele nota que os processos se alteraram ou foram otimizados.

Por incrível que pareça, a melhor maneira de obter respostas, é perguntar.

O treinamento corporativo é algo que se adapta de maneiras diferentes à realidade de cada empresa. Desse modo, cada uma necessita avaliar parâmetros diferentes para entender se está surtindo efeito ou não.

Todo treinamento deve ser desenvolvido com base em seu público-alvo, com diferentes estratégias para abordar as necessidades de cada colaborador. Para isso usamos do Design Instrucional para desenvolver treinamentos efetivos e eficazes, que geram resultados reais. Quer aprender mais sobre Design Instrucional? Leia este artigo. Precisa de ajuda para elaborar suas estrategias? Entre em contato com a gente, estamos felizes em te ajudar!

Texto desenvolvido pela equipe de conteúdo da SkilLab Treinamentos e Gamificação

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK